segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Olimpi-tacos (5)

Acabou.
Feliz e infelizmente acabaram as Olimpíadas 2012.
È o evento periódico mais divertido do mundo, sem sombra de dúvidas. Diversos esportes, competidores do mundo todo, superação, decisões emocionantes, novidades técnicas e táticas. Não importa qual esporte você gosta, acompanhe pois sempre vale a pena.
Terminamos com 3-5-9 no quadro de medalhas. Não foi ruim, mas podíamos mais, em quantidade e principalmente qualidade das medalhas. Há duas semanas eu previ que entre 2 futebois, 2 voleis e 4 voleis de praia faríamos 2-2-2, e deu 1-3-1. Perto. Nosso futebol masculino completou a tese do "Nunca serão, jamais serão!". O volei masculino esqueceu de vencer e acabou perdendo. E ainda tivemos ajuda da arbitragem em alguns lances. O volei feminino explicou o conceito de superação: acho que merecem até um filme sobre isso. Ainda veio uma medalha que eu honestamente não imaginava no Pentatlo feminino, com Yara Marques. Esquiva Falcão trouxe prata, algo sensacional. Na maratona, outro quase com Marilson.
Pensando em Rio-16, já pagamos o primeiro mico na Cerimônia de Encerramento de Londres-12. Levamos aquele gari famoso por sambar no carnaval todo ano. Ninguém entendeu a piada, que é totalmente interna. O amigo Danillo Cocenzo precisou explicar para uma amiga britânica dele que o rapaz é gari e não presidiário. Achamos que nossos umbigos são o centro do universo a cada pouco mesmo.
Finalizo dizendo que quando afirmo que "felizmente acabou" é para valorizar o evento. Se tivéssemos Olimpíadas todo ano, ou com 4 meses duração, não teria tanta graça. Seria carne de vaca, lugar comum, arroz de festa.

Um comentário:

  1. Apenas para não passar em branco:

    http://youtu.be/78UHoEXRlwo

    ResponderExcluir